A Serra da Caiana (nome indígena que significa índia velha) está localizada num entroncamento belíssimo que divisa com os estados de Minas Gerais, sul do Espirito Santo e noroeste do Rio de Janeiro, um local de joia rara por sua paisagem ainda muito preservada e passagem para do caminho da luz, assim denominado um caminho de peregrinação que também começa na mineira Pedra Dourada e termina no terceiro ponto mais elevado do Brasil, o Pico da Bandeira, já localizado na Serra do Caparaó, dividindo as terras das Minas com as do Espírito Santo.
O queijo produzido na base da Serra da Caiana, na região denominada Parada General, antigo entreposto das antigas locomotivas cravado no coração da serra, no município de Carangola, Minas, é um queijo como mineiro sabe fazer, inspirado no também mineiro da Serra da Canastra e primo distante do português queijo da Serra da Estrela, o qual foi trazido para o Brasil lá pelos tempos da época do ciclo do ouro.
A região outrora grande produtora de café e bacia leiteira, berço de marcas consagradas como “Regina” e “Marília”, resiste à evasão do campo, outrora locomotiva propulsora deste pedaço das Minas Gerais.
O queijo da Serra da Caiana possui um sabor único, encorpado, aromático e amanteigado, obtido de leite selecionado e elaborado com água pura, que nasce nos entremeios desta serra.

Como consumir
O queijo da Serra da Caiana é um queijo curado com no mínimo 35 dias de maturação, que ao passar dos dias adquire uma belíssima coloração amarelo dourada, enrijecida por fora e amanteigada por dentro. O processo de maturação também denominado de cura é um processo natural no qual a flora láctea selecionada e adicionada ao leite no momento de sua transformação em queijo, promove a “quebra” de componentes como gordura e proteína os quais são traduzidos pelo sabor, aroma e textura final, tornando-o um queijo ímpar por suas características.

Como conservar
O queijo da Serra da Caiana, após seu processo de maturação é conservado embalado à vácuo (processo simples no qual se retira o ar da embalagem, mantendo as características próprias e impedindo à exposição ao ar, bolores e leveduras que alteram o paladar). Em casa no momento de consumo, orientamos que o mesmo seja retirado de sua embalagem, “descansando-o” sobre uma tábua ou prato, por algumas horas. Recomendamos que na geladeira, deve ser protegido do “frio” que pode ressecá-lo. Se quiser mantê-lo em aberto pode-se passar um fino de óleo de milho (óleo neutro) que irá manter sua crosta preservada por mais dias.

Onde encontrar
O queijo da Serra da Caiana é um queijo de procedência, elaborado a partir de leite de elevada qualidade e controlado, de forma que sua elaboração e sucesso final estão interligados. “Não se produz bons queijos com leite de qualidade duvidosa, o que não permitimos em nossos processos (comenta seu mestre queijeiro). Queijo seguro deve ser obtido a partir de leite de procedência, higiene, treinamento consciente, respeito ao meio ambiente (convivemos com micos, jacus, canários, siriemas cantando ao longe), natureza e bem estar, além de muita sabedoria!”
O queijo da Serra da Caiana é apresentado ao mercado sob a denominação comercial de Fromelle, precursora de produtos lácteos sem lactose no Brasil. Pois bem, além de todo conceito que o queijo da Serra da Caiana provém, é ao final um queijo Sem Lactose, pois um dos significados da Fromelle é ser Sem Lactose.

Como é feito
Para se produzir um queijo Serra da Caiana com peso médio de um quilo utilizam-se cerca de 9 litros de leite fresco integral. O leite é coletado diariamente junto com o cantar da passarada. Como um dos requisitos para seu sucesso é a qualidade de sua matéria prima, nosso leiteiro, já executa certos testes de qualidade ainda na propriedade produtora. O leite passa por um filtro de malha finíssima afim de que sejam retidas quaisquer partículas indesejáveis oriundas de sua fonte produtora. Ao leite já em sua tina de produção adicionam-se a flora láctea (segredo dos bons queijos) que irá atuar no decorrer de todo processo de maturação e enfim definir sua identidade.


O leite é coalhado com coagulante de origem não animal, transformando-se em uma massa fresca e característica, findo processo na tina de fabricação é destinada para os moldes denominados formas. As formas são mantidas em temperatura controlada e os queijos finalmente salgados. Após a salga os queijos serão mantidos em prateleiras arejadas sob temperatura constante até o término rigorosíssimo de sua maturação.
A empresa está devidamente credenciada junto ao Instituto Mineiro de Agropecuária e no Sistema Brasileiro de Inspeção, sendo constantemente auditada.

O queijo da Serra da Caiana atualmente é elaborado em pequenos lotes especiais de forma a manter rigorosamente a qualidade e sua identidade, este é nosso diferencial, como os melhores vinhos sua edição deve ser limitada!

Sua comercialização é atualmente destinada ao Rio de Janeiro e Região Serrana (Petropólis e Teresópolis), informações sobre bistrôs e empórios, favor nos contactar:

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.