Testes de Análise do Leite

E-mail Imprimir PDF

O bom leite
As características organolépticas devem ser tais como as já descritas. Não deve possuir cor, odor e sabor estranhos.
Possuir as seguintes características físico-químicas:

:: Acidez: 15 a 18ºDornic (pode variar em função do clima, alimentação, condições pós ordenha, etc).

:: pH de 6,6 a 6,8.

:: Densidade: à temperatura de 15ºC estar na faixa de 1028 a 1032 gramas por litro de leite, ou seja: 01 litro de leite deve pesar sempre entre 1028 a 1032 gramas.

:: Gordura: Pode variar de acordo com vários aspectos; como raça do animal, alimentação, época do ano, intervalo entre as ordenhas (3,2 a 6% matéria gorda).

:: Extrato seco desengordurado: é a parte sólida do leite, menos a gordura. Para um gado em condições normais, o extrato seco mínimo deve se situar na faixa de 8.5 %, ou seja; para cada 100 litros de leite, 8.5 quilos representam a parte sólida menos a gordura.

O leite não deve conter:
:: Acidez alterada;
:: Sabor alterado;
:: Leite com colostro (leite de “bezerro novo”) ou originário de algum animal doente (mamite e brucelose por exemplo);
:: Ser adicionado de água, soro ou urina;
:: Ser adicionado de conservador como formol e água oxigenada;
:: Ser adicionado de qualquer tipo de redutor como soda cáustica, bicarbonato de sódio, etc;
:: Ser proveniente de animais em tratamento com antibióticos;
:: Estar com sujidades como resíduo de milho, areia, pêlos, etc.

Seleção do leite para a elaboração de produtos lácteos:
Segundo a FAO (1985), o conceito de qualidade do leite envolve os seguintes requisitos gerais, válidos para todos os produtos lácteos:
• baixa contagem microbiana;
• isento de microrganismos patogênicos;
• ter composição normal;
• ter acidez baixa;
• isento de materiais estranhos, antibióticos, pesticidas, detergentes e desinfetantes;
• deve ser resfriado ou processado o mais rápido possível após a ordenha;
• boas características organolépticas.

Antes do uso e no momento da recepção o leite deverá ser submetido a um ou mais testes de triagem, selecionando o de melhor qualidade e resistência.

Testes de Análise (triagem) do Leite:


Teste do Alizarol:

teste alizarolUma maneira rotineira e rápida de avaliar a acidez do leite é o teste do alizarol, executado no ato de recebimento do leite pelas indústrias de laticínios.



Objetivo:
o leite testado nos fornece a segurança se o mesmo poderá ou não ser pasteurizado (aquecido), pois o leite ácido tende a “talhar” quando submetido ao calor!

Método:

Em um tubo de ensaio ou qualquer recipiente meça 5 ml da solução de alizarol e 5 ml do leite a ser testado, misture-os e interprete o resultado.

alizarol


Leite normal: coloração rosa-lilás e sem grumos.



teste alizarol 1

Leite ácido: coloração amarela ou com pequena coagulação (leite talhado com pequenos grumos).



teste alizarol 3Leite alcalino: coloração arroxeada ou violeta (pode ser um indicativo da presença de água, leite originário de vacas com mamite ou leite adicionado de redutores como bicarbonato de sódio).


Teste da fervura ou cocção:


analise leiteTambém um método prático e simples de se fazer é o teste da fervura, que consiste em se ferver uma pequena amostra de leite.
O leite normal deverá resistir à fervura sem "talhar".


Teste Dornic:

teste dornicO teste Dornic é um dos testes utilizados para se verificar a acidez do leite antes de se proceder a fabricação de derivados láticos.
(ao lado imagem de frasco de solução Dornic)


Se no alizarol testa-se se o leite está ou não ácido, com o teste de Dornic, verifica-se o quanto é esta acidez (quantifica-se o grau de acidez).
O leite em estado normal de composição e conservação deve possuir a acidez entre 15 a 18 graus Dornic, o que equivale a um pH em torno de 6,6 a 6,9.

Método:
Adicionar 10 ml de leite e 3 a 4 gotas de fenolftaleína a um tubo de ensaio ou recipiente devidamente higienizado.
Medir rigorosamente 1,8 ml de solução dornic e juntar à mistura do leite e fenolftaleína.
Agitar vigorosamente.

Interpretação ( leite deve estar entre 15 a 18 graus dornic):

Coloração branca: acidez do leite está acima de 18 graus dornic.

Discretamente rósea: acidez na faixa de 18 graus.

Coloração rósea: acidez entre 16 a 17 graus dornic.

Avermelhada: acidez abaixo de 15 graus dornic.

Obs.: se a coloração estiver avermelhada, o leite poderá estar fraudado com água ou alcalinos, ser proveniente de vacas com mamite ou simplesmente o leite está com pH alcalino e portanto impróprio para processamento.



 

O 1º Requeijão

Sem Lactose

do Brasil!




CONTATO

SAC:
(32) 3224-3016

Atendimento de segunda a sexta-feira de 8:00 às 17:00 horas.
sac@queijosnobrasil.com.br

 

Buscar

Mais Vistos

 

website counter