Imagine reunir a pureza da cultura do povo mineiro, um mineiro do interior ainda intocado pela alta tecnologia e o tudo que o mundo moderno possa oferecer. Somado a esta riqueza cultural, acrescente uma natureza maravilhosa, singular, formosa, mágica e forte. Acrescente ainda a religiosidade tão arraigada nesta atmosfera telúrica deste caminho, aqui reconhecidamente denominado de o Caminho da Luz, o Caminho do Brasil.

O Caminho da Luz é um caminho de peregrinação onde se misturam a religiosidade, a natureza, o esporte, a cultura e o encontro que o caminhante (peregrino) possa ter consigo e as descobertas a cada passo.

O Caminho da Luz está localizado na Zona da Mata Mineira, fazendo divisa como o noroeste do estado do Rio de Janeiro e o sul do Espiríto Santo, numa região montanhosa da serra do Caparaó e da Caiana, com altitudes que variam  entre 238 m (no início do Caminho) e 2890 m no Pico da Bandeira (final), considerado o terceiro ponto mais elevado do Brasil. 

Existem indícios de que, no século XVIII, aventureiros, religiosos e exploradores já faziam a travessia da rota em busca dos minérios, da caça abundante, das águas cristalinas, que nascem ao longo do percurso e de terras para instalarem-se, o que passou a acontecer no século seguinte. A mesma rota era utilizada pelos índios na procura da Terra Sem Males, em direção a Montanha Sagrada do Brasil (Pico da Bandeira).

O Caminho da Luz, conduz o peregrino por oito municípios e oferece generosamente um pouco da história da época do Brasil imperial e da antiga ferrovia que ligava os povos dos três estados. Fazendas seculares, fragmentos significativos da Mata Atlântica, reservas ecológicas, criações de animais silvestres, gado, cavalos, plantações de café, variedade de pássaros, cachoeiras, sítios arqueológicos e paisagem deslumbrantes fazem do trajeto um eixo de forças telúricas que, como um imã atrai visitantes, provocando-lhes o sentimento de introspecção e contemplação

Durante todo o percurso do Caminho da Luz, fragmentos de mica e cristais emergem do solo, proporcionando-lhe um brilho especial e o caminhante mergulha na emoção de um retorno a um tempo em que ali viajavam tropeiros, religiosos e aventureiros que se embreavam pelas matas da região em busca de riquezas.

O percurso possui um extensão de 195 km, normalmente percorrido em 7 dias a pé e 3 a 4 dias de bicicleta ou a cavalo; é mágico pelas inúmeras belezas naturais de que dispõe, mas também pela fraternidade do povo da região, que passou a respeitar o Caminho e orgulha-se de fazer parte desta rota que é considerada por muitos como a Compostela Brasileira. O Caminho é místico pela força energética que possuem o Santuário da Pedra Santa, a Água Santa, a cordilheira da Montanha Sagrada do Capararó, as águas do Cafarnaum, a Pedra Dourada, a Cachoeira de Tombos, as Serras de Caiana e dos Cristais e os jardins floridos de Espera Feliz. O Caminho também é mágico pela preservação de suas fazendas seculares e pelo espiríto de solidariedade de seus povoados e municípios.

Finalmente o Caminho leva à introspecção, que nos conduz a um maior conhecimento de nós mesmos, de nossos defeitos e virtudes, da nossa pequenenez diante do Criador além da certeza de que, quanto mais caminhamos em direção à luz, mais nos aproximamos de Deus. Esse é o Caminho da Luz, o Caminho do Brasil, que pode ser percorrido em qualquer época do ano.  

Fonte: ABRALUZ - Associação Brasileira dos Amigos do Caminho da Luz
Adaptação Equipe Queijos no Brasil

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. nos contate pelo email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Visite o site:
www.caminhodaluz.org.br